PREÇO DE PERFUMES NO TEMPO DE JESUS

Na narração de Mateus e de Marcos , conta-se que Jesus estava em Betânia, na casa do leproso Simão, quando chega uma mulher (não diz o nome dela; e não é na casa de Lázaro!), com um frasco de perfume caro e começa a derramá-lo sobre a cabeça de Jesus (não sobre os pés).

Os discípulos se indignam, pois o perfume era muito caro e o dinheiro podia ser dado aos pobres.

Na de São João, a mais bonita das versões, para mim! Maria (não diz que é a Madalena, é uma das outras Marias, talvez a irmã de Lázaro, a quem Ele acabara de ressuscitar), Jesus está na casa de Lázaro, Maria pegou uma libra de nardo, lavou os pés de Jesus e os enxugou com os seus (dela) cabelos, um gesto inusitado porque a mulher judia não soltava os cabelos em público!

Judas reclama que é um desperdício porque aquele perfume podia ser vendido por 300 denários (sabemos então que o perfume de nardo era caríssimo! Um trabalhador ganhava 1 denário por dia!) para serem distribuídos aos pobres.

Mas São João, sempre enrolado no seu discurso de mil simbologias, é claro e denotativo desta vez: “O traidor dizia isso porque era ladrão e furtava o dinheiro recolhido…”.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s