PRANTO E PRANCHA: BATER

Pranto e prancha são do mesmo étimo latino “planctum”, de “plangere”, bater. Do outro lado do rio, do Latim “rivus”, por cujas águas ou limites brigavam, inimigos mútuos podiam ver o pranto, antes de ver as lágrimas: as pessoas batiam no próprio peito desculpando-se ou batiam nas armas ou nos braços ameaçando o lado contrário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s