A OUTRA LISTA DOS MAIS VENDIDOS

Há uma outra lista dos mais vendidos. Será divertido exercício nesta quarentena imposta pelo coronavírus comparar os autores que estão numa lista e não estão em outra, pois todas são controversas.

Mas ao contrário do que ocorre nos hospícios e nas academias, onde muitos do que estão não são e dos que são não estão, nestas duas todos os autores e respectivos livros são conhecidos de todo o mundo. Ou deveriam ser…

Esta é de quinze autores e não dos dez habituais. São quase todos ingleses os autores mais vendidos do mundo deste novo “ranking”.

Estranhei a presença de apenas dois franceses, mas aparecem o chinês Cao Xueqin (Século XVIII), o espanhol Cervantes (Século XVI), o russo Mikhail Bulgákov e o brasileiro Paulo Coelho (ambos do Século XX) e nenhum autor italiano ou alemão.

Há listas de todo gosto, mas esta, da revista BULA, exclui dicionários, livros religiosos, educacionais, políticos e de curiosidades, fixando-se nos literários.

Do contrário, a Bíblia , o Alcorão e O Livro Vermelho de Mao, todos de leitura obrigatória, seriam os mais vendidos do mundo.

1. Cervantes, Dom Quixote.

2. Alexandre Dumas, O Conde de Monte Cristo.

3. Charles Dickens, Um Conto e Duas Cidades.

4. A. de Saint-Éxupery, O Pequeno Príncipe.

5. J. R. R. Tolkien, O Senhor dos Anéis.

6. Paulo Coelho, O Alquimista.

7. L. E. James, Cinquenta Tons de Cinza.

8. J. J. Rowling, Harry Potter e a Pedra Filosofal.

9. Lewis Carrol, Alice no País das Maravilhas.

10. Agatha Christie, O Caso dos Dez Negrinhos.

11. Mikhail Bulgákov, O Mestre e Margarida.

12. Cao Xueqin, O Sonho da Câmara Vermelha.

13. C. S. Lewis, O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa.

14. Henry Rider Haggard, Ela, a Feiticeira.

15. J. D. Salinger, O Apanhador no Campo de Centeio.

Foram consultadas prestigiosas entidades editoriais, como a International Publishers Association (IPA), a European and International Booksellers Federation (EIBF); a International Federation of Library Associations and Institutions (IFLA); as empresas de auditagem e pesquisas de mercado Nielsen e a GfK, e os jornais “The Paris Review”, “Business Insider”, “Washington Post”, “The Guardian”, “Telegraph”, “Toronto Star”, “New York Times”, “New Yorker” “Reader’s Digest”, “Global Times”, “Financial Times”.
https://www.revistabula.com/475-os-10-livros-mais-vendidos-da-historia/

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s