TPM FOI CAUSA DA ROTA DA SEDA

Disse um escritor já na idade bíblica dos setenta, portanto um homem experiente, que há outra teoria para a descoberta da Rota da Seda.

Foi assim: a poligamia já estava em vigor há algum tempo entre os árabes. Não se sabe o motivo, um dia todas as mulheres amanheceram de TPM. Os homens ficaram desesperados.

Não havia ainda bares ou restaurantes. E eles, apavorados, mesmo sem ter para onde ir, saíram todos de casa.

Alguns já corriam risco de vida por terem criticado o véu ou a burca das esposas. Alguns maridos reclamantes levaram esfirras e quibes pela cara. Marco Polo ainda não tinha trazido o macarrão da China. Portanto, ainda não havia pau de macarrão.

Outros observaram discrepância semelhante (“com essa ventania, por que ela pôs de novo este vestido arrastando pelo chão ?”), ficaram quietos, mas assustados com as mulheres da casa cortando cebola com certa violência naquela manhã, sem esvaziar o coração de sentimentos de vingança ao fazer isso. Algumas tinham vindo fazer perguntas com a faca torta na mão: “está quieto por quê?”.

Então, sem combinar, como fazem os homens, eles arrearam os camelos e saíram sem rumo pelo deserto. Estava descoberta a Rota da Seda. Sem querer. E assim tornara-se mais uma contribuição feminina involuntária para a História. Mulher não fica de TPM por querer. Ela mesma a detesta.

Mas por que os homens voltaram? Eles e elas ficaram com saudades mútuas. E homem algum resiste à saudade de uma mulher, quanto mais da mulher amada, ainda mais de duas, três ou quatro na mesma casa, querendo rosetar (ainda se usa este verbo tão bonito e delicado?).

E por que partiram de novo? Porque a TPM vem todo mês.

E por que voltaram de novo? Ora, porque na vida tudo passa. As safras da TPM são ainda mais breves do que a vida. Devem tomar em média menos da metade da existência da mulher.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s