A HISTÓRIA VISTA POR TEM-TEM

Encrenqueiros causam problemas aos outros, mas antes de tudo a si mesmos.

Tirando falhas estruturais de caráter, os contenciosos podem ser resolvidos com um procedimento mágico: imagine-se no lugar do outro, procure entender as razões de seu discordante e esforce-se por expor, com brevidade e clareza, as suas.

Brevidade e síntese nem sempre são possíveis. Mas entre lero-lero e silêncio, escolha o silêncio, é claro, pois este diz mais ao bom entendedor. Algum consenso emerge deste diálogo.

E se o interlocutor der sucessivas mostras de não ter vontade de entender o que vê, sente, ouve ou lê?

Daí você impõe a lei do silêncio. Do teu silêncio. E, se você crê nas transcendências, estenda o penúltimo manto redentor sobre o discordante que, diabólico, persevera no erro: a prece.

Penúltimo por quê? Porque sempre haverá outro recurso: aqui se faz e aqui se paga. Às vezes, no Judiciário. E nem sempre termina ali.

Em resumo, convém ir apenas até ao penúltimo recurso. Assim você evita escovar cabeça de burro com sabonete cheiroso ou perfumado xampu. O cuidado é dispensável porque talvez o animal conheça apenas sabão e não possa jamais perceber a diferença entre os produtos.

  • De pedaços de conversas com as psicanalistas Betty Milan, paulistana, e Gilda Pitombo Mesquita, gaúcha de Alegre-RS, amigas queridas.
  • Tem-tem é um passarinho. No romance “Stefan Zweig deve morrer” (Almedina, 2020), ele observa e é observado pelo escritor judeu-austríaco. Stefan, Lotte e Tem-tem vivem na mesma casa em Petrópolis (RJ), mas há um confinamento adicional para ele: a gaiola. O casal foi assassinado por nazistas. A versão das biografias, apoiadas na mídia e na delegacia de polícia, na época dominadas por um governo autoritário, é de que se suicidaram.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s